pt-PTen-GB
  |     |  Secretaria online

Prof.ª Doutora Marina Manuela Santos Antunes

Directora do Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa
Prof.ª Doutora Marina Manuela Santos Antunes

O Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa (ISSSL) é a mais antiga instituição de ensino superior privado em Portugal no domínio do Serviço Social.

O seu percurso histórico remonta a 1935, ano da sua criação, e, desde então, não deixou de intervir na formação para a intervenção social, sempre prosseguindo uma lógica assente na qualidade do ensino.

Arts Quad

Vista panorâmica da Cafetaria da Universidade Lusíadade Lisboa. (Fotografia de Costa Alves, 2006)

A sua história fica, pois, indelevelmente marcada na história social do país e, por consequência, no rumo e na dinâmica da intervenção social em Portugal. No Estado Novo, o percurso ficou marcado pela intervenção na área social, muitas vezes à revelia do poder instalado, desafiando-o até, e não abdicando da acção que lhe competia exercer.

O 25 de Abril de 1974, ao quebrar com o imobilismo social do Estado Novo, ainda que, muitas vezes com excessos político-ideológicos, impôs ao ISSSL um novo rumo e uma nova dinâmica, sempre preocupado com a qualidade do ensino, com a investigação e intervenção social e com o desenvolvimento académico e pessoal dos seus discentes.

A história mais recente, não foi, contudo, a mais favorável para o ISSSL. Os novos tempos e os novos interesses, sobretudo por parte de algumas instituições de ensino superior mais preocupadas com a solução económica de curto prazo do que com a qualidade de formação para a intervenção social, criaram constrangimentos inconciliáveis com a sua manutenção como escola orientada em exclusivo para a formação em Serviço Social.

Alguns constrangimentos conduziram à necessidade de se estabelecerem parcerias, com vista à garantia da continuidade da mais antiga Escola de Serviço Social de Portugal. Foi, neste contexto, que em 2006 o ISSSL se integrou na Universidade Lusíada de Lisboa, como unidade orgânica autónoma, mantendo a sua identidade e adquirindo a dimensão universitária que lhe faltava.

Continuando o percurso que já se havia iniciado poucos anos antes, criaram-se novos cursos de licenciatura, de pós-graduação, de mestrado e de doutoramento.

No âmbito da aposta na formação, apresentou o ISSSL, junto da Direcção-Geral do Ensino Superior, pedidos para leccionação em áreas de formação com grande impacto na sociedade portuguesa, como é exemplo o domínio da intervenção social.

Quanto às pós-graduações, estas dirigem-se aos aspectos mais prementes da intervenção social e das necessidades dos profissionais da área da intervenção social.

Uma das tradições continuadas é, sem dúvida, a das parcerias com outras instituições de ensino superior nacionais e internacionais, de que resulta um conjunto de convénios, cuja acção e concretização é evidente na mobilidade de professores e alunos e nas acções conjuntas levadas a efeito.

Arts Quad

Pormenor da fachada e do jardim da Reitoria da Universidade Lusíada de Lisboa. (Fotografia de Costa Alves, 2006)

Nesta dimensão, adquire importância determinante o Convénio celebrado com a Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda, em vigor desde 2006, e cuja proficiência se mede pelo sucesso das pós-graduações aí leccionadas em parceria, nomeadamente as de Administração Social, Gerontologia Social, Intervenção Social em Crianças e Jovens em Risco Social e Educação Sexual na Família e na Comunidade.

O ISSSL continua, desta forma, a afirmar-se pela qualidade de ensino e pelo desenvolvimento científico e pedagógico ao serviço da intervenção social, em geral, e do serviço social, em particular.

O futuro afigura-se, pois, auspicioso, garantia da perenidade desta instituição que muito tem contribuído para o ensino e preparação dos interventores sociais em Portugal. Exemplo disso é a condecoração atribuída ao ISSSL por Sua Excelência o Presidente da República, no dia 10 de Junho de 2008, que teve como objectivo galardoar altos serviços prestados à causa da educação e do ensino - Membro Honorário da Ordem da Instrução Pública.

O Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa (ISSSL) é, no panorama do ensino superior privado português, a instituição mais antiga,  com mais de 70 anos de ininterrupta actividade no ensino e, particularmente, no âmbito da formação de assistentes sociais. Efectivamente, desde 1935, ano da sua fundação, como Escola Superior sob os auspícios da Associação de Serviço Social, que o ISSSL foi consolidando a sua acção formativa naquele domínio e, bem assim, consubstanciando o seu património científico e cultural.

Arts Quad

Primeira sede do Instituto de Serviço Social de Lisboa - Largo do Mitelo, 1.
(Fotografia de autor desconhecido, 25.04.1942)

O tempo ajudou, assim, a construir uma concepção do Serviço Social enquanto profissão e a consolidar sua integração no quadro das ciências sociais e humanas.

O seu plano de estudos elaborado em 1983/1984 concretizaria o reconhecimento do seu ensino no quadro do Ensino Superior em Portugal, com a criação da licenciatura em Serviço Social.

Em 1987, cimentou-se o quadro científico do ISSSL com o início do primeiro mestrado em Serviço Social, de que os sucessivos cursos seriam também elementos fundacionais de um percurso consistente para o Serviço Social.

Arts Quad

Alunas na Biblioteca do ISSSL.
(Fotografia com o carimbo do Estúdio "El Dorado", cliché n.º 2674, 12.12.1947)

Com efeito, o desenvolvimento do curso de mestrado contribuiria em decisivo para a formação mais elevada dos assistentes sociais, com preponderância para os que pretendiam dedicar-se ao ensino ou que já vinham de uma forma ou de outra a dedicar-se a tal actividade.

Em 1997, em parceria com a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), dar-se-ia início aos cursos de doutoramento em Serviço Social, o que consubstanciava assim o claro desenvolvimento científico que pretendia alcançar. A formação do seu corpo docente estava também na primeira linha de importância conferida a esta parceria.

É, todavia, no ano de 2005 que o ISSSL, em parceria com o ISCTE, daria início ao primeiro curso de doutoramento em Serviço Social a realizar-se em Portugal, donde se evidencia, uma vez mais, o carácter pioneiro do ISSSL na formação dos assistentes sociais.

Arts Quad

Deve ainda realçar-se que, no quadro de avaliação do ensino superior privado pelo extinto CNAVES - Conselho Nacional de Avaliação do Ensino Superior, foi entendimento da comissão avaliadora atribuir ao ISSSL a distinção de melhor escola de Serviço Social em Portugal, o que reconhece em toda a linha o trabalho desenvolvido ao longo dos mais de 70 anos.

Finalmente, por despacho de Sua Excelência o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Despacho n.º 21921/2006, DR 208, SÉRIE II de 2006-10-27), foi o ISSSL integrado na Universidade Lusíada de Lisboa, em Setembro de 2006, como forma de melhorar um conjunto de questões organizativas que dificultavam o seu desenvolvimento. Tal integração veio redimensionar o projecto do ISSSL e conferir-lhe mais capacidades para a sua caracterização.

No que respeita à relação com o ambiente de ensino envolvente e, nomeadamente, no que concerne à sua relação com o mercado, tem sido tradição do ISSSL manter com as entidades empregadoras um relacionamento estreito. Os estágios que dão um carácter distintivo à formação têm permitido ao ISSSL identificar as novas necessidades de formação, entre as quais se destacam as áreas de Administração Social, de Gerontologia Social, de políticas públicas, quer no domínio da sua avaliação quer no domínio da sua implementação.

Arts Quad

Também o sector da Economia Social se afigura como um dos pólos sociais em cuja intervenção o ISSSL também já vem dando preferência. Ainda de forma geral, tem vindo o ISSSL a privilegiar o incremento de uma maior participação e intervenção social na esfera da sociedade civil. É nesta vertente que a sua área nuclear o Serviço Social se continuará a evidenciar e a abrir novos espaços, nomeadamente no domínio da investigação.

Prova disso é a capacidade empreendedora do ISSSL, acompanhada da dinâmica da Universidade Lusíada de Lisboa, em desenvolver novos projectos de formação e de investigação.

1935

[17 de Março] Abertura do Instituto de Serviço Social, em Lisboa, como estabelecimento de ensino particular e feminino, por iniciativa do Patriarcado, tendo por suporte jurídico a Associação de Serviço Social, instituição com fins de cultura e formação social. O Instituto tem como directora técnica, até Outubro de 1944, a Assistente Social francesa Marie Thérèse Lévêque.

Arts Quad

Sessão de encerramento do Congresso da União Católica Internacional de Serviço Social (UCISS), na Sala dos Príncipes do Mosteiro Beneditino de Einsiedeln - Setembro 1947 (Carimbo de W. Marthaler Stella Photo Einsiedeln).

1939

[14 de Dezembro] Publicação do Decreto-Lei nº 30135, do Ministério da Educação Nacional, que estabelece as disposições para o funcionamento dos Institutos destinados à formação de "Assistentes de Serviço Social" as escolas já existentes (a de Lisboa e a de Coimbra, criada em 1937).

1950

[Julho] Criação do Sindicato Nacional das Profissionais de Serviço Social que congrega Assistentes Sociais, Assistentes Familiares, Auxiliares Sociais, Monitoras Familiares, Enfermeiras Puericultoras, Visitadoras da Infância, Visitadoras Escolares e Visitadoras Sanitárias.

Arts Quad

Sessão de estudo no Congresso da União Católica Internacional de Serviço Social (UCISS) - Roma, Setembro 1950 (Carimbo de Paolonifoto)

1956

[10 de Julho] Pelo Decreto-Lei nº 40678, do Ministério da Educação Nacional, são introduzidas alterações no Plano de Estudos, que passa de três para quatro anos, e define dois tipos de trabalhados sociais: monitoras e assistentes familiares e assistentes sociais. Neste ano, é fundado o Instituto de Serviço Social do Porto.

Arts Quad

Entrega de certificados aos alunos formados pelo ISSSL, no Instituto Superior Técnico. A Assistente Social Maria de Lourdes Vilela lendo o seu discurso - Abril 1957 (Carimbo de Studio ArcoIris).

1960

[23 de Fevereiro] Por Despacho do Ministro da Educação Nacional o Curso Normal de Educação Familiar foi considerado como curso superior.

Arts Quad

Reunião de peritos sobre a formação em serviço social, N.U. - Atenas, Abril 1958.

1961

[20 de Outubro] Por Despacho do Ministro da Educação Nacional o Curso de Serviço Social foi reconhecido como curso superior.

1964

[17 de Dezembro] Por Despacho do Ministro da Educação Nacional é autorizada a admissão de alunos do sexo masculino, cuja prática já se iniciara no ano lectivo de 1961/62.

Arts Quad

Trabalho de assistentes sociais do ISSSL, junto de ranchos e de zonas orizícolas - 1955(?).

1973

[Junho] O ISSS é admitido como membro da International Associadon of SchooLs of Social Work.

1974

[Agosto] O Instituto apresenta ao Ministério da Educação o documento Projecto de Reestruturação do Instituto Superior de Serviço Social que acompanha a pretensão da sua integração no ensino universitário público, como era sua vontade desde 1964.

1976

[ 17 de Março] Por Despacho do Secretário de Estado do Ensino Superior e Investigação Científica, através da verba inscrita no Orçamento Geral do Estado, os Institutos de Serviço Social vão funcionar, pela primeira vez, em condições de propinas e vencimentos idênticos aos praticados no ensino superior oficial.

[14 de Julho] Pelo Despacho 74/76, da Secretaria de Estado do Ensino Superior, é determinado o funcionamento nas Universidades do Porto, Coimbra e Técnica de Lisboa, de cursos de bacharelato em Intervenção Social que sucedem aos cursos dos Institutos Superiores de Serviço Social.

[29 de Outubro] Por Despacho do Secretário de Estado do Ensino Superior, dada a suspensão do Despacho 74/76 por efeitos da Portaria n.º 616/76 de 15 de Outubro do Ministério da Educação, os Institutos passam a funcionar como estabelecimentos particulares até ulterior decisão sobre o assunto. No caso do Instituto de Lisboa, o problema é retomado, em 1979 e 1981, no quadro da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova, e, em 1982, no quadro do ISCTE.

Arts Quad

Bênção das Pastas - 15 Maio 1955 (Carimbo de Reportagens Fotográficas, STEF, registo n.º 33544).

1982

Criação do Departamento de Formação Permanente, que organiza acções de formação de curta duração, dirigidas a profissionais e investigadores nas áreas das ciências sociais, humanas e políticas.

1985

[Junho] Publicação do n.º 1 da revista Intervenção social, propriedade e edição do ISSS.

[Julho] Por decisão da Assembleia Geral de Escola do ISSS e por força do Decreto-Lei n.º 100-B/85, de 8 de Abril do Ministério da Educação, é escolhida a forma de cooperativa para dar resolução ao problema institucional da Escola.

[Setembro] Associação de Profissionais de Serviço Social, criada em 1978, é admitida como membro da Federação Internacional das " de Assistentes Sociais e como tal adopta o Código Deontológico de Assistentes Sociais, aprovado na Conferência Mundial da FIAS, de 10 de Julho de 1976, em Porto Rico.

[Outubro] Na perspectiva do reconhecimento do Curso de Serviço Social como licenciatura, o Instituto adopta um novo Plano de Estudos, com a duração de cinco anos, cuja implementação se processa a partir do 1º ano.

1987

[Janeiro] Abertura do 1.º curso de Mestrado em Serviço Social ao abrigo do protocolo de cooperação para a formação pós-graduada (mestrado e doutoramento), entre a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e o ISSS.

1989

[8 de Setembro] Pela Portaria n.º 793/89, o curso superior de Serviço Social, ministrado no ISSS, é reconhecido o grau de licenciatura. Portarias semelhantes, de 9 de Setembro e de 9 de Janeiro de 1990, reconhecem a licenciatura dos Cursos de Serviço Social do Porto e de Coimbra respectivamente.

1990

Pelas Portarias n.º 370/90 e n.º 1144/90, respectivamente de 12 de Maio e 20 de Novembro, aos profissionais diplomado: em Serviço Social pelos Institutos Superiores de Serviço Social de Lisboa, Porto e Coimbra, é reconhecido o grau de licenciatura.
Abertura em Beja, ao abrigo da Portaria nº 829/91 de 14 de (Agosto, de uma Delegação, para extensão da formação em Serviço Social, da responsabilidade jurídica, científica e pedagógica do ISSS, CRL, cooperativa de ensino, sediada em Lisboa. Inicia-se o 1º Ano do Curso Superior de Serviço Social, com uma turma de 37 alunos, no ano lectivo de 1990/91.

1991

[16 de Agosto] Criação da Carreira de Técnico Superior de Serviço Social e transição automática dos assistentes sociais dos quadros da função pública, ao abrigo do Decreto-Lei nº 296/91.

1992

Início da formação pós-graduada em "Administração Social", no Departamento de Pós-Graduação do ISSS.

1995

[6 de Março] Publicação da Portaria n.º 182/95, que autoriza o funcionamento do "Mestrado" em Serviço Social no ISSS, a iniciar-se em Outubro. A partir deste curso, o grau de Mestre é atribuído pelo Instituto.

2000

Protocolo de Cooperação com a Universidade dos Açores. Cooperação científica de docentes, no contexto da primeira Licenciatura em Serviço Social no ensino universitário público, desde 2000/2001.

2002

[23 de Setembro] Pela Portaria n.º 1290/2002, é alterado o Plano de Estudos da Licenciatura em Serviço Social, cuja duração passa para quatro anos.

2003

[13 de Outubro] Pelo Portaria n.º 1200/2003, criação da Licenciatura em "Economia e Gestão Social", duração de quatro anos, que se encontra em fase de implementação.

Ampliação da oferta formativa em Cursos de Pós-Graduação para a Intervenção Social :
"Administração Social", "Gerontologia Social", "Intervenção Social nas Crianças e nos Jovens em Risco Social", "Saúde e Intervenção Social"

2004

Cooperação ISSSL e ISCTE, Programa de Doutoramento em Serviço Social, iniciado em Outubro.

2006

[11 de Setembro] Integração na Universidade Lusíada, como unidade Orgânica por despacho de Sua Ex.ª o Ministro do Ensino Superior e Investigação Científica.

Professor António Martins da Cruz a discursar na assinatura do protocolo com vista à intergração do Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa na Universidade Lusíada, 8 de Maio de 2006 (Fotografia de Ana Luisa Delgado)

2007

[27 de Setembro] Criação da Licenciatura em "Gerontologia Social" com a duração de quatro anos, pelo Despacho n.º 22637-O/2007, DR 187, SÉRIE II, 1.º Suplemento de 2007-09-27.

[26 de Novembro] Autorização para o funcionamento do ciclo de estudos conducente ao grau de mestre na especialidade de Políticas Públicas e Bem-Estar Social, pelo Despacho n.º 26970-I/2007, DR 227, SÉRIE II, 3.º Suplemento de 2007-11-26.

Criação do Centro Lusíada de Investigação em Serviço Social e Intervenção Social (CLISSIS)

2008

O ISSSL alarga a sua esfera de intervenção na área da formação supeior com a possibilidade que lhe é conferida para o funcionamento do ciclo de estudos conducente ao grau de doutor no ramo de Serviço Social, pelo Despacho n.º 6310/2008, DR 46, SÉRIE II de 2008-03-05, o que se traduz no reconhecimento da qualidade de ensino prestada.

Ainda neste ano, é reconhecido por despacho de Sua Excelência o Ministro do Ensino Superior e Investigação Cientifica, o curso de mestrado em gerontologia social.

Licenciaturas

Mestrados

Doutoramentos

Informação a disponibilizar oportunamente.

Os estudantes da Universidade podem constituir núcleos que visem especificamente a promoção de actividades de natureza extracurricular no âmbito da respectiva formação académica:

NESSULL - Núcleo de Estudantes de Serviço Social da ULL

Os processos de mudança cultural, social, económica e política têm um claro impacto na vida das pessoas e das instituições, pelo que as transformações operadas apelam a uma necessidade de construção contínua de conhecimentos.

Neste contexto, o Centro de Investigação em Serviço Social e Intervenção Social (CLISSIS), criado no ano de 2007 e aprovado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), tem como objectivo primordial proporcionar, a um conjunto de investigadores, um espaço de reflexão crítica e de produção científica direccionado para as actuais problemáticas sociais.

As temáticas dos grupos de investigação apresentam como objectivo estratégico a promoção da ligação da comunidade científica à sociedade civil, através de um conjunto de projectos com preocupações de ordem científico-pedagógica e respostas a situações que emergem da actual realidade social e cultural.

A cooperação científica com parceiros nacionais e internacionais, através do estabelecimento de convénios que valorizam o trabalho em rede, constitui uma das apostas do CLISSIS.

O sítio web dedicado aos estágios apresenta o modelo de formação prática  da licenciatura em Serviço Social, promovida no Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Lusíada de Lisboa.

Constitui-se como instrumento de trabalho para professores, alunos e orientadores da unidade curricular de "Estágio", enquanto agentes de um processo de formação, global e integrado, que se realiza no 3.º ano da formação inicial (1.º ciclo).

Secretária

Dr.ª Aida Frias
Tel.: +351 213 611 533
Fax: +351 213 647 920
E-mail: aida-f@lis.ulusiada.pt