Concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional

Conceito de estudante internacional

  1. Para os devidos efeitos, estudante internacional é o estudante que não tem a nacionalidade portuguesa.
  2. Não são, todavia, abrangidos pelo disposto no número anterior:
    1. Os nacionais de um Estado-membro da União Europeia;
    2. Os que, não sendo nacionais de um Estado-membro da União Europeia, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto do ano em que pretendem ingressar na Universidade, bem como os filhos que com eles residam legalmente;
    3. Os que requeiram o ingresso no ensino superior através dos regimes especiais de acesso e ingresso regulados pelo Decreto-Lei n.º 393-A/99, de 2 de outubro, alterado pelo Decreto-Lei n.º 272/2009, de 1 de outubro.
  3. Não são igualmente abrangidos pelo disposto no n.º 1 os estudantes estrangeiros que se encontrem a frequentar a Universidade no âmbito de um programa de mobilidade internacional para a realização de parte de um ciclo de estudos de uma instituição de ensino superior estrangeira com quem a Universidade tenha estabelecido acordo de intercâmbio com esse objetivo.
  4. O tempo de residência com autorização de residência para estudo não releva para os efeitos do disposto na alínea b) do n.º 2.
  5. Os estudantes que ingressem no ensino superior ao abrigo do regime previsto no Decreto-Lei n.º 36/2014, de 10 de março, mantêm a qualidade de estudante internacional até ao final do ciclo de estudos em que se inscreverem inicialmente ou para que transitem.
  6. Excetuam-se do disposto no número anterior os estudantes internacionais que adquiram a nacionalidade de um Estado-membro da União Europeia.
  7. A cessação da aplicação do estatuto de estudante internacional em consequência do disposto no número anterior produz efeitos no ano letivo subsequente à data da aquisição da nacionalidade.

Condições de acesso

  1. Podem candidatar-se à matrícula e inscrição nos ciclos de estudos de licenciatura e integrados de mestrado da Universidade:
    1. Os titulares de uma qualificação que, no país em que foi obtida, lhes confira o direito de candidatura e ingresso no ensino superior desse país;
    2. Os titulares de um diploma do ensino secundário português ou de habilitação legalmente equivalente.
  2. A validação da titularidade referida na alínea a) do número anterior deve ser feita pela entidade competente do país em que a qualificação foi obtida.
  3. À equivalência da habilitação referida na alínea b) do n.º 1 é aplicável o disposto nas portarias n.os 224/2006, de 8 de março, e 699/2006, de 12 de julho.

Condições de ingresso

Só são admitidos a este concurso especial os estudantes internacionais que, cumulativamente:

  1. Demonstrem ter qualificação académica específica para ingresso no ciclo de estudos, nos termos do disposto no artigo 5.º do Regulamento do concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional na Universidade Lusíada de Lisboa;
  2. Tenham um nível de conhecimento da língua portuguesa requerido para a frequência desse ciclo de estudos, em conformidade com o disposto no artigo 6.º do Regulamento do concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional na Universidade Lusíada de Lisboa, ou se comprometam a atingi-lo de acordo com o prescrito no artigo 7.º do mesmo Regulamento.




Provas Data Hora
Filosofia 03.09.2014 10H00
Física e Química 04.09.2014 10H00
Geografia 04.09.2014 10H00
História da Cultura e das Artes 04.09.2014 14H00
História 05.09.2014 10H00
Desenho A 05.09.2014 10H00
Economia 08.09.2014 10H00
Matemática Aplicada às Ciências Sociais 08.09.2014 10H00
Biologia e Geologia 08.09.2014 10H00
Inglês 09.09.2014 10H00
Matemática 09.09.2014 10H00
Português 10.09.2014 10H00
Geometria Descritiva 11.09.2014 10H00
Prazo de candidatura para o concurso especial de acesso para estudantes internacionais
Candidaturas até 20 Agosto 2014